CALDEIRÃO MÁGICO E O PERÍODO DE QUEDA E RENASCIMENTO DA DISNEY

E aí galera, tudo bem com vocês?

Caldeirão mágico

O Caldeirão Mágico é o vigésimo-quinto clássico do catálogo de filmes da Disney, e o sexto filme da “Era Negra” que iniciou no final dos anos 60, época em que a empresa passou por uma das piores crises financeiras da sua história. Terminando no final da década de 80, com o sucesso do clássico A Pequena Sereia, lançado em 1989, começando com a chamada “Era Renascentista“.

Ainda em 1972 a Disney havia pensado em adaptar O Hobbit, de J. R. R. Tolkien, mas desistiram da ideia, pois não possuíam os direitos do livro, que naquele momento já eram da Warner desde 1969.

O roteiro foi baseado vagamente nos dois primeiros livros da série de livros As Aventuras de PrydainO Livro dos Três (1964) e O Caldeirão Negro (1965), ambos de Lloyd Alexander.

No final, o desenho realmente possuí alta qualidade em alguns quesitos de sua produção, sendo o primeiro a utilizar efeitos digitais na empresa e terminando com a era de xerografia. 

Por outro lado, possuí muitos erros de edição, além de ser duramente criticado por não seguir as histórias dos livros que servem de inspiração.

Na minha opinião ele é regular, não chega a o nível de clássicos, como Rei Leão, Branca de Neve e A Bela e a Fera, mas certamente valem os 80 minutos na frente da telinha para conhecer essa pérola da história do Walt Disney.

 

Já conheciam esse desenho e a história que faz parte dele?

2 comentários em “CALDEIRÃO MÁGICO E O PERÍODO DE QUEDA E RENASCIMENTO DA DISNEY

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: